Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Conjunto histórico e doces de Pelotas são reconhecidos como patrimônios nacionais

Publicação:

O típico doce ninho de ovos da tradição pelotense
O típico doce ninho de ovos da tradição pelotense - Foto: Banco de Imagens Sedactel
Por Ministério da Cultura

O Conjunto Histórico de Pelotas e as Tradições Doceiras de Pelotas e Antiga Pelotas (Turuçu, Morro Redondo, Arroio do Padre e Capão do Leão) são agora patrimônio cultural do Brasil. As duas candidaturas foram aprovadas nesta terça-feira, 15 de maio,  pelo Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC).

A decisão do Iphan reconhece a importância cultural e histórica de uma das mais importantes cidades do interior do País no século 19, Pelotas. O sal, presente na produção do charque, e o açúcar, dos doces que são parte da identidade do povo pelotense, criaram um valioso acervo arquitetônico, ambiental e urbano. O ciclo do charque foi decisivo para a economia da região. Ao longo do século 19, a cidade de Pelotas chegou a abrigar 40 charqueadas.

O Conjunto Histórico de Pelotas é o sexto patrimônio material da cidade de Pelotas, que já tinha cinco edificações tombadas pelo Iphan: o Teatro Sete de Abril, três palacetes que pertencem à elite dos charqueadores e a caixa d'água de estrutura metálica localizada na Praça Piratinino de Almeida, que foi importada da Escócia em 1875.

Matéria completa

 

SEDACTEL